Monthly Archives: March 2011

Sismo do Japão em Imagens

Depois do sismo do Japão, a internet inundou-se de imagens e vídeos da destruição provocada. O The Big Picture é um blog de fotojornalismo que sigo há bastante tempo, que tem compilado e publicado várias imagens do que aconteceu e vai acontecendo por lá. As casas destruídas, a crise na central nuclear, o sofrimento das pessoas que  ficaram sem nada e o desespero daquelas que ainda procuram sobreviventes são alguns exemplos das histórias que estas fotografias contam.

São mesmo “imagens que valem mais de mil palavras”. Aqui vão os links para as várias entradas publicadas:

Massive earthquake hits Japan

Japan: earthquake aftermath

Japan: Vast devastation

Japan: New fears as the tragedy deepens

Japan: Continuing crisis

Japan: Hopes fade for finding more survivors

Japan: One week later

Alpes

Na semana passada tive o privilégio de passar umas férias extraordinárias em grande companhia num sítio lindíssimo. Fui para os Alpes (Itália) passar uns dias na neve. Muito snowboard e principalmente muita fotografia! Com uma paisagem daquelas basta a apontar a máquina para qualquer lado e disparar. Resulta de certeza numa imagem belíssima.

Eu comecei a fotografar mal levantámos voo. Lisboa é um dos sítios mais bonitos de levantar voo: a cidade, o rio Tejo e as pontes proporcionam uma vista incrível lá de cima. Depois, a rota tomada pelo avião permitiu sobrevoar os Pirinéus e os Alpes cobertos de neve.

Aqui vão algumas das imagens da semana.

Antes e Depois

Há já algum tempo que penso em escrever um conjunto de posts a explicar as edições que faço a certas imagens e porquê. Este será o primeiro.

Muitas vezes, quando tiro uma fotografia, não faço ideia em como resultará a imagem final: a cor ou preto e branco?, com um corte 1×1 ou 2×3?, etc. No entanto há certas fotografias que tiro, em que eu já sei exactamente aquilo quero. A imagem de que vou falar é um destes exemplos. Este é o original directamente da máquina.

Foi tirada durante um encontro do AveiroFotoClube, em que pretendíamos fotografar o nascer-do-sol na ria (na zona da Murtosa, Aveiro). Quando chegámos ao local, encontrámos um nevoeiro cerrado e à hora do nascer-do-sol, não vimos Sol nenhum. Mesmo assim o pessoal lá aproveitou para fazer umas longas exposições à ria e aos moliceiros. E com a malta de tripés montados alinhados na margem da ria lá me coloquei uns metros atrás e cliquei no obturador.

Várias coisas me passaram na cabeça no momento em tirei a fotografia: preto e branco, contraste, cortar o céu, corte “panorâmico”, algum grão…

Na altura da edição das fotos, esta foi facílima de editar, pois já tinha tudo pensado. Em Lightroom fiz os ajustes mais básicos como corrigir ligeiramente a exposição, cortar de modo a obter esse efeito panorâmico. A conversão para preto e branco foi feita em SilverEffexPro. De volta ao Lightroom, dei-lhe um pouco mais de definição (sharpen) e grão. E foi este o resultado final: